O nível de testosterona baixo nos homens é uma queixa cada vez mais comum. Aflige não apenas homens fortes, nos quais a diminuição da concentração desse hormônio está associada a processos naturais de envelhecimento, mas também jovens e saudáveis que, em tese, não deveriam ter nenhum problema nesse campo. A deficiência em testosterona pode levar a distúrbios na esfera sexual, também pode afetar negativamente o nível dos músculos e causar uma série de outros efeitos. Saiba mais sobre as causas, sintomas e formas de combater os níveis de testosterona baixos!

Testosterona e suas principais tarefas

A testosterona é um hormônio que desperta o interesse dos marombeiros. Na verdade, é muito importante para a resistência física e para o ganho muscular , no entanto, também tem vários outros papéis importantes no corpo de um homem. É basicamente o principal hormônio sexual masculino .Pertence ao grupo dos andrógenos e é produzido principalmente nos testículos. Responsável pelo desenvolvimento sexual desde o período fetal.

Graças à testosterona, são formadas as características sexuais primárias (desenvolvimento dos testículos, pênis e outros órgãos genitais masculinos) e secundárias (voz grossa, pelos corporais abundantes, pelos faciais, proporções masculinas da figura, musculatura masculina). A testosterona também afeta a produção de espermatozoides, o desejo sexual e a ereção. Este hormônio também está relacionado a certos traços psicológicos, comportamentos e emoções, incluindo: firmeza, coragem, competição, dominação e comportamento agressivo.

Baixos níveis de testosterona – causas

A deficiência de testosterona (hipogonadismo) pode estar associada à incapacidade testicular de produzir este hormônio ou à falta de estímulo das estruturas cerebrais relevantes (hipotálamo e hipófise) à sua secreção. As principais causas dos baixos níveis de testosterona nos homens são:

  • andropausa (entrada no período de envelhecimento);
  • algumas doenças, inflamações, infecções (por exemplo, algumas doenças neurológicas e endócrinas, câncer, doenças virais, doenças do fígado);
  • alguns medicamentos e algumas formas de terapia (por exemplo, quimioterapia, radioterapia);
  • lesões mecânicas dos testículos;
  • excesso de peso, obesidade (quando o nível de gordura corporal é muito alto, a produção de testosterona é perturbada);
  • tomar esteroides anabolizantes;
  • estilo de vida pouco saudável.

A causa mais comum da deficiência de testosterona é, claro, o passar do tempo e o processo de envelhecimento natural, mas recentemente a porcentagem de jovens que lutam com esse problema também está aumentando. O que pode ser causado pelo baixo nível de testosterona em uma pessoa de 30 anos? No caso dos jovens, muitas vezes a deficiência de testosterona está associada a um estilo de vida pouco saudável . Pode ser o resultado de sobrepeso e obesidade, dieta pobre, falta de atividade física, consumo de álcool e uso de outras substâncias psicoativas, tabagismo, estresse com a vida, falta de sono adequado.

Baixos níveis de testosterona são um problema que também não passa despercebido pelo frequentadores de academias que procuram por anabolizantes . O resultado do uso deste tipo de meios é a quebra do equilíbrio hormonal e a inibição da produção natural da testosterona pelo organismo.

Baixos níveis de testosterona – sintomas

A testosterona baixa é acompanhada por muitos sintomas, ambos tipicamente físicos e mentais .Neste primeiro grupo existem vários tipos de disfunção sexual, problemas de ereção e fertilidade, diminuição da contagem de espermatozoides, diminuição da libido, diminuição dos testículos, ginecomastia (aumento das glândulas mamárias).Também pode haver uma diminuição na densidade mineral óssea, resultando em um aumento da frequência de fraturas.

O baixo nível de testosterona também pode estar associado a mudanças na aparência do corpo de um homem – pode haver uma desaceleração no crescimento e na abundância dos pelos, assim como fraqueza muscular, perda de massa muscular e aumento da gordura corporal (especialmente na região abdominal). Outros sintomas de deficiência de testosterona incluem uma queda na força física e energia para funcionar e fadiga crônica.

Quanto ao lado mental, o hipogonadismo pode levar à ocorrência de sintomas como: apatia e depressão, falta de motivação e autoconfiança, mal-estar persistente, depressão, alterações de humor, irritabilidade, deterioração da memória, problemas de concentração e distúrbios do sono.

Baixos níveis de testosterona – tratamento

No caso de baixo nível de testosterona, a questão mais importante é a determinação da causa do problema. Com base nisso e com base no estado da saúde do paciente, o médico escolhe o método de tratamento apropriado. Às vezes a terapia hormonal é introduzida, no seu processo a testosterona é administrada em injeções ou, muito mais raramente, por meios orais. No entanto, a testosterona em comprimidos é muito pesada para o fígado, razão pela qual este tipo de tratamento não é praticado com frequência.

Há também toda uma gama de maneiras naturais para aumentar o nível do hormônio masculino. Como aumentar os níveis de testosterona? Primeiro de tudo, você deve mudar seu estilo de vida para um estilo de vida mais saudável – limitar meios estimulantes, descansar bem, ter uma dieta adequada e atividade física regular, na qual não deve lhe faltar exercícios de força. Além disso, suplementos alimentares com ingredientes que possam ajudar a estimular o organismo do homem a aumentar a produção de testosterona .Leia mais sobre como aumentar os níveis de testosterona.

Talvez você esteja interessado: